Summary: Este projeto objetiva identificar e testar diferentes polímeros de silicone, epóxi e poliéster, como alternativas àqueles fornecidos pela indústria alemã Biodur para a técnica da plastinação.
Para a realização do experimento serão usados rins e cérebros bovinos doados pelo frigorifico Mafrical. Em cada protocolo com impregnação por silicone, serão utilizados dois rins com o silicone S10 da marca Biodur (controle) e dois com o silicone da marca Polisil (teste). A técnica é dividida em quatro etapas: a fixação, a desidratação, a impregnação forçada que serão desenvolvidas em temperatura ambiente ou a baixas temperaturas, e a catalisação química. Para o protocolo com poliéster e epóxi, serão utilizados os cérebros.
Na fixação, as peças serão submersas em solução de formaldeído a 10%. Então, os espécimes serão desidratados com sucessivos banhos de acetona com alta pureza. Com o espécime já desidratada, segue-se para a impregnação forçada onde a acetona será substituída por um polímero por um dos três polímeros, conforme protocolo. Após essas etapas, seguida a catalisação, as características das peças serão analisadas e comparadas entre si. Com esta pesquisa, espera-se identificar alternativas aos polímeros importados, facilitando e reduzindo os custos do processo aqui no Brasil.

Starting date: 2015-05-01
Deadline (months): 60

Participants:

Rolesort descending Name
Collaborator * Aurélia Araújo Fernandes
Coordinator * Ana Paula Santana de Vasconcellos Bittencourt
Coordinator * Athelson Stefanon Bittencourt
Student Master * Bruno Magela de Melo Siqueira
Student Master * Laíssa da Silva Juvenato

Pages

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105